Tecnologia do Blogger.

As 5 lições que aprendi com as borboletas

"As borboletas nos ensinam que para evoluir é preciso passar por uma grande metamorfose". (Autor desconhecido)

Borboletas são mensageiras espirituais e aparecem sempre como um sinal do universo para você, perceba a sua presença em determinados lugares e o que ela quer transmitir de ensinamentos e reflexões para este momento em que você está na vida, apenas sinta a mensagem através da sua intuição e mergulhe nas 5 lições que aprendi com essas fadas.

Não é difícil observar o dançar das borboletas quando estamos em contato com a natureza, estão por todos os lados e por vezes fazem o ar parecer até mais leve, infelizmente nas grandes metrópoles essas "fadas" quase não aparecem, mas se aparecer, atente-se à mensagem e contemple o momento como um despertar para algo dentro de você. Borboletas significam mudanças, transformação e novos ciclos, esteja aberto para o novo na sua vida e deixe fluir.

Borboleta e espiritualidade


Na minha humilde jornada durante uma meditação de 45 minutos pude parar para refletir sobre o que essas doces criaturas têm a nos ensinar, abaixo compartilho com você as 5 lições que aprendi com as borboletas.


1. Os estágios da borboleta.

Em sua natureza aparentemente frágil e sensível, as borboletas nos ensinam a perceber todas a etapas necessárias para uma verdadeira transformação, interna ou externa. Antes de se tornar bela e alçar voos que mais se parecem uma dança ela passa pelos 4 estágios; do ovo para a lagarta, desta para o casulo e então uma borboleta forte e pronta para vir ao mundo, assim ela emerge com suas asas e desfruta da liberdade de voar.





O que podemos tirar de lição desses estágios? Em muitos aspectos, as borboletas servem como uma verdadeira metáfora em nossa jornada espiritual da alma. Sua metamorfose representa de forma figurada a nossa própria transformação espiritual e encontro com o mais divino dentro de nós. Começamos como um ser e aprendemos dia após dia a se desenvolver dentro deste universo, assim como a lagarta. Ao longo da vida vamos nos rastejando em nossas atividades e responsabilidades diárias, mas em determinado momento iremos buscar um significado mais profundo de nossa existência.

Ciclo da borboleta


2. A borboleta possui uma vida relativamente curta que dura entre uma ou duas semanas no máximo.

Do emergir do casulo aos seus voos em liberdade a vida da grande maioria das borboletas é breve, salvo a espécie Monarca que pode viver até seis meses.

Qual lição aprendemos com essa brevidade? Para nós isso não é muito tempo, mas é importante lembrar que não é o tempo que dita a intensidade das coisas, muitos vivem 100 anos em 20, outros vivem 20 anos em 100 e isso é relativo. A jornada de vida da borboleta nos serve como um lembrete que, embora tenhamos a oportunidade de viver mais do que a borboleta, a vida é passageira e o tempo voa. Comumente dizemos que "os anos se passaram em um piscar de olhos", já não somos mais aquela pessoa que ontem mesmo tinha 15 anos de idade. Borboletas nos ensinam a aproveitar o momento presente, a vida é aqui e agora, devemos aproveitar ao máximo nossa existência e passagem pela vida terrena. Elas também nos lembram de que a morte é apenas uma outra transformação existente em nosso ciclo.

3. As borboletas possuem cores e desenhos diferentes mesmo que sejam da mesma família e/ou espécie.

Só no Brasil há cerca de 3500 espécies de borboletas já registradas, são cores e formas infinitas desenhadas pela natureza em suas asas, possivelmente você nunca verá uma borboleta igual a outra em toda a sua existência.

O que aprendemos? Assim como as borboletas nós também somos seres únicos, nem as digitais de gêmeos univitelinos, que têm o DNA idêntico, são iguais. Portanto somos os únicos responsáveis pela nossa evolução, somente nós temos o poder de nos dar asas para voar e viver a vida em liberdade, assim entendemos que tudo o que somos vem de dentro, não há nada externo que possa verdadeiramente nos libertar para sermos quem somos em nossa mais profunda essência.

4. As borboletas aparecem de forma breve para nós e seguem a sua jornada.

Dificilmente você poderá contemplar uma borboleta por muitos minutos em um espaço comum, elas são breves e aparecem apenas para que possamos contemplar seu voo leve.

Dessa passagem breve pelos nossos olhos devemos despertar para a consciência afim de entender a mensagem que um simples voo de borboleta aos nossos olhos podem passar. Na espiritualidade o nosso campo de visão se expande além do físico, é possível entender que a todo instante o universo nos envia sinais e possivelmente com uma rotina demasiadamente acelerada você não consegue visualizar o "além do que se vê". Borboletas significam transformações, de um modo geral ao ver uma borboleta se questione sobre o momento em que está vivendo e se há mudanças que deverão ser feitas, lembre-se que embora você não acredite em coincidências, nada é por acaso. Somos grandes para as borboletas, mas diante da infinitude do universo somos grãos de areia de passagem. Esse mesmo voo breve que assistiu de uma borboleta poderá também lhe fornecer a força para seguir em frente e te lembrar de desfrutar de sua liberdade não levando a vida tão a sério. 

Sonhar com borboleta


5. O casulo serve e cabe apenas uma lagarta. 

Para que lagartas se tornem borboletas é preciso que sua fase de transformação seja de dentro para fora, assim é muito comum que as borboletas em seu ciclo de vida passem mais tempo dentro do casulo do que toda a sua jornada como borboleta como já citado no tópico 2.

Dentro do casulo a lagarta vive só. É muito comum terceirizarmos a culpa do que nos acontece, pessoas, situações e coisas viram motivos -ou justificativa- da nossa opção por "não mudar" ou "se transformar". As grandes transformações em nossa vida só acontecem quando são genuínas e quando acreditamos que  realmente é o que nós queremos ou precisamos para evoluir. Se olharmos com outros olhos para o ciclo da borboleta, percebemos que não é a toa que o casulo onde ela se transforma pressupõe um isolamento. É preciso ter coragem para olhar para dentro da alma e reconhecer verdadeiramente o que é melhor para nós.

Concluindo... 

As borboletas me ensinaram que a vida vai ficando cada vez mais bela à medida que permito que as transformações aconteçam.

Em algum momento é preciso abandonar o casulo, e este não quer dizer uma prisão, mas uma condição natural para evoluirmos. No fundo todos querem voar mas são poucos os que estão dispostos a construir um casulo.

Então, quando uma borboleta cruzar o seu caminho novamente, cabe a você refletir sobre qual mensagem ela deseja te passar no determinado momento da sua vida. Borboleta é força, transformação e mudança, naturalmente estes são os combustíveis vitais para uma vida mais leve, com sentido e de voos mais altos. 

Amor & Luz,
Luciana.

You May Also Like

0 Comentários