A espiritualidade como ferramenta para transcender

Foram exatos 21 meses -1 ano e 9 meses- até esse encontro comigo. A alma desde sempre tão introspectiva não entendia as curvas e voltas que a vida dava, normal para quem não se conhecia em sua totalidade. A espiritualidade me levou a níveis elevadíssimos do autoconhecimento, vivi a Merkabah em uma experiência do Daime, tomei ayahuasca, meditei por mais de 5 horas em uma experiência xamânica de frente pra uma fogueira enorme, conheci luz e sombra na melhor viagem que fiz na vida; para dentro de mim. 

Somos seres duais, caminhamos entre luz e sombra e durante anos desejei ver somente a luz, mas é na sombra que descobrimos nossos detalhes mais ínfimos dessa aventura chamada vida. Quando passamos a amar nossa sombra é quando nos elevamos espiritualmente. Caminhei durante anos sem despertar, passei a maior parte da minha vida até aqui sem entender o porque estou aqui e para que, estranho seria se eu tivesse essa resposta pronta e continuo nessa busca. Há mais ou menos 1 ano e meio resolvi me desconectar de sentimentos terrenos e mundanos, resolvi conhecer o que não se explica, o intangível, a verdadeira essência e o valor da vida enquanto ser em evolução. 

Gratidão


Deixei para trás tudo o que não condizia mais com a minha nova versão, de coisas e desejos até pessoas, busquei entender cada fase que passei até chegar aqui e o que eu poderia fazer de diferente para tornar o mundo um lugar melhor, sempre me lembrando que sou cocriadora da minha própria realidade; aquilo que eu sou e vibro é o que eu atraio para mim, logo para a minha vida também. Descobri que lei da atração existe, que sou responsável por não deixar as interferências externas (stress, raiva, mágoa, tristeza, impaciência e etcs) dominarem as minhas energias a ponto de estragar o meu dia e de outras pessoas ao meu redor, que criamos a palavra problema pra aumentar ainda mais o que a gente mesmo planta, descobri a lei do retorno na própria pele, abri a porta para a depressão e com a mesma chave fechei, descobri que é possível controlar a mente e que doenças, de uma forma geral, são criadas por nós mesmos. Assim sigo há 1 ano e 9 meses sem nenhuma gripe, sinusite, fraqueza muscular ou qualquer enfermidade projetada pela minha mente, mantenho apenas meus exames periódicos semestrais como garantia de cuidado e atenção com o meu corpo, alma e mente.

Meditação


Não sou adepta ou praticante de uma religião, me identifico com algumas filosofias, crenças e acredito que exista uma força divina em algum lugar o qual chamo de Deus. A definição que encontrei para esse estágio é uma palavrinha simples: espiritualidade. A espiritualidade é "uma propensão humana a buscar significado para a vida por meio de conceitos que transcendem o tangível", assim me descobri, redescobri, transformei, evoluí... tanto faz.

Agradecer


Foi nesse encontro profundo com a minha alma que hoje posso dizer com clareza que estou no caminho para a minha melhor versão e é isso que desejo para você também. Take your time!

Amor & Luz,
Luciana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário